Share
vanessa
 
Hoje temos a oportunidade de conhecer a história da Vanessa, que nos conta um pouco sobre o nascimento do seu anjinho Nicolas.
 
Vanessa, muito obrigada por compartilhar conosco. Confesso que fiquei emocionada com seu relato sobre o Nicolas.
 
Então.. vamos ouvir o que a Vanessa tem a nos contar?
 
“Oi, Meu nome é Vanessa, tenho 18 anos e quero contar como foi a breve jornada do Nícolas em nossas vidas…
 
Dor que nunca passa,que nunca se esquece.
Há  três anos eu tentava engravidar e não conseguia. De repente, um dia me olhava no espelho e me via grávida, mesmo sem saber… Até que fiz o teste e deu Positivo…não esperei nem atraso e fiz o beta..
Tudo às maravilhas e feliz demais. Com 6 semanas, resolvi fazer uma ultra pra ver se estava tudo bem,confesso que ainda não acreditava somente nos testes kkkk…
 
Vi meu neném….uma bolinha minúscula, mas porém com o coração acelerado e forte…Lutando pra viver…explodi de alegria…
Fui pra casa e começei a ter um corrimento amarronzado, acreditei que serei normal, pois não era sangue…continuou de segunda após a ultra até quinta…Voltei no ginecologista e estava com descolamento de placenta..
.
Fiquei com muito muito medo de perder meu filho…
 
Tomei medicação, fiz repouso por quase um mês…absoluto…
Bom, voltei e estava tudo perfeito, tinha cicatrizado e voltaria à vida normal…assim fiz…confiei nos médicos e continuei minha rotina,sem exageros…
 
Tive uma gravidez a partir desse momento, tranquila, boa, gostosa,saudável…
 
Damos muito amor pro Nícolas, Eu, Papai, Avós, Tios, Primos e Amigos…Foi muito mimado ainda mesmo na barriga…
 
Com 7 meses, lavei e passei todas as roupinhas, guardei no saquinho porque não queria que pegasse nada de poeira ou que algo passeasse nas coisinhas dele…
 
Chegou o dia do chá de fraldas no sábado dia 09/07/16…Ganhei bastante fraldas…foi uma alegria todo mundo…
 
Esse dia comecei a sentir umas pontadas no pé da barriga,passou,não senti mais nada…
 
Dia 11/07/16, às 02:30 da madrugada levantei e fui ao banheiro…Creio eu que meu corpo já estava se preparando para o parto…(#Faço questão de lembrar que minha cesariana estava marcada pra dia 12/08/16, porque eu tinha pavor de pensar que poderia dar um parto normal#)
 
Comecei a sentir dores nas costas, uma dor leve mas que não passava, às 03:00 passou a dor para o lado esquerdo da barriga com tb a dor lombar nas costas…
 
Eu e meu marido descemos pro hospital, já comecei a sentir vontade de vomitar, o Nícolas chutava minhas costelas e doííaa muiito kkkk…ele estava já se preparando pra nascer…
 
O médico me examinou e disse que eu estava tendo contrações e tinha um pouco de dilatação, me passou um remédio pra dor, um para fortalecer o pulmãozinho do bebê e outra pra tentar segurar ele dentro da barriga, fiqueii desesperada porque disse que ele poderia nascer, mas me acalmou dizendo que hoje tem muitos recursos para prematuros…eu estava com apenas 33semanas e 4 dias.
 
Me internou e disse que ia me tranferir para Patos de Minas,outro lugar próximo não teria neonatal caso o neném nascesse…
 
As 08:00 eu estava com 2cm de dilatação e com dores na barriga lado esquerdo…o Médico disse: já sinto a cabecinha, tem que nascer hoje…entrei em pânico, o remédio não deu prazo suficiente para conter as dilatações..
 
Saiu vaga no neonatal, chegando lá eu já estava sem dores,mas já com 5cm dilatada, minha mãe foi na ambulância comigo e meu marido atras de carro,me internaram na sala de pre parto e ai já não vi nenhum deles mais…
 
Às 16:30 da tarde o médico veio fez outro toque,7cm e minha bolsa não rompeu..Ele rompeu a bolsa, eu chorava muito, não de dor mas de medo, angústia, não tinha ninguém comigo porque eles não deixaram…
 
Em seguida, me levou pra sala de ultrassom, chamou minha mãe e meu marido pra sala e fez a ultra e disse:(eu nem escutei essa parte, estava confiante em Deus e feliz, ao mesmo tempo sentia medo) é de risco o bebé? é, mas é um bebê grande, cordão não está no pescoço e vai nascer hoje…e de parto normal…tb disse e eu tb não escutei: Tudo que é difícil vem pra mim”.  Graças a deus não escutei isso.
 
Disse que achava que com duas semanas ele iria pra casa comigo…fiquei feliz e já não tinha tanto medo, só queria que ele nascesse bem…
 
Me levou novamente pro quarto, me aplicou soro pra ter contrações porque tinham parado…
 
A partir desse momento, comecei a sentir cólicas fracas, foram aumentando e cada vez mais e mais doloridas…confesso que pensei que dores de parto seriam piores, não é tão assombroso como dizem…apesar que todo mundo reage e sente de uma forma diferente…
 
Por volta das 20:00h eu já me retorcia toda na cama de dores ,as enfermeiras vinham todo tempo e me diziam o que fazer na hora certa…quando vinha a contração fazia força…
Nessa hora eu já estava perguntando cade o médico…
 
Quase 21:00h, ele aponta na porta, faz o toque 9cm.
 
Disse:pode vir pra sala de parto quando passar a contração.
 
Levantei e fui andando com a ajuda da enfermeira,quando coloquei o pé na escadinha da maca, griteiiii forte de dor, minha mãe me disse que me escutava de fora do hospital,meu marido tb, ficou tão assustado que deixou a minha mãe assistir o parto…ele queria assistir mas ficou nervoso de me ouvir…
 
O médico foi buscar minha mãe lá fora e quando ele chegou com ela o Nícolas já estava com a cabecinha aparecendo, mais um pouco de esforço ele nasce!
 
21:05h converso com ele, falo pra ele chorar, conto ele que a mamãe ta ali junto dele, pergunto ele cadê o papai Nícolas?!!ele presta bastante atenção em minha voz e solta aquele choro forte e liiindoo de doer kkk..a Vovó coruja filmando e feliizz da vida..
 
Foi o momento mais feliz da minha vida, segundo de prazer de poder tocar seu rostinho quentinho e fofo…  
 
Mas, em seguida, levam ele pro neo, o pai foi ver ele no mesmo dia me disse que tava bem clarinho já e q ele riu pra ele e abriu os olhinhos pra ele….mas que estava com oxigênio…mas fiquei tranquila…
 
Dormi porque estava exausta…
 
De manha ganhei alta e fui direto ver ele com meu marido. Quando chegamos lá, ele com o auxilio do aparelho pra respirar o peitinho dele movimentava rápido e eu chorava chorava chorava de ver ele assim cansadinho….Ele escutou o papai e riu denovo….
 
Não é coração frio mas eu ficava ali dentro nem 10minutos, só chorava e pedia a Deus pra ele ficar bem…via ele 3 vezes no dia..como eu não amamentava só podia 3 vezes…
 
Fiquei em uma casa de apoio onde fui bem tratada e tenho muito a agradecer..conheci amigos de verdade… me ajudaram muito..
 
Esse dia dormi ali só com uma amiga que tb passava pela mesma angústia que eu..estimulei meu peito pra descer o leite, congelei pra ele poder mamar do meu, enquanto isso eles davam a ele o do hospital…Minha mãe e meu marido vieram buscar roupas e não aceitavam mais gente na casa…Como choreii..conversavam comigo e eu estava só pensando no meu pequeno e chorava muito….rezava e chorava…
 
No dia seguinte, ele continuava somente no oxigênio, isso na terça. Meu marido e minha mãe voltaram .minha mãe só viu ele quando ele nasceu..porque avos podiam ver somente nos domingos.
 
Fomos ver ele de novo: tava estável…..mas cansadinho..
 
Dia seguinte, quarta, quando eu e meu marido chegamos no neo,vimos que ele tava sem oxigênio, com a cabecinha descoberta, somente com um caninho na boca, ficamos feliizes e ate fiz gestos de bater palmas…”ebaa,olha meu bem o Nícolas, está sem os aparelhos, olha o cabelinho dele,liiiindo….
 
Pro nosso coração doer, vem a enfermeira e diz que ele estava entubado e sedado por desconforto respiratório.
 
Eu ainda não consigo entender a minha reação (Deus), fiquei aliviada de ver ele respirar sem fazer esforços, sabendo que tava entubado, mas eu não chorava com desespero olhando pra ele, sinceramente pensei que fosse melhor entubado pra ele recuperar rápido…Mas a minha inocência me deu uma rasteira grande…e uma enorme decepção…
 
Eu queriia tanto engravidar que não acreditava que estava grávida que carreguei um filho por 8 meses,e que ele tinha nascido de mim, perfeito, lindo, a cara do pai…
 
Parecia um sonho ele na minha vida…
 
Pedi muito a Deus que no dia seguinte quando chegasse lá ele estivesse bem e acordado…
 
Mas Deus agiu da forma que ele achou melhor.
 
De manhã procurei e conversei com o pediatra, ele me disse: seu filho esta com um inicio de infecção, mas entramos com o antibiótico e pedi exames devem estar quase chegando…
 
Eu só falava confio em Deus primeiramente e em vocês.. Seja feita a vontade dele…
 
Saí do horário de visita e voltei às 15:30, minha mãe me disse: filha vai com a sua avó la na hora da visita que vc sai e conta ela como ele ta..
 
Ok, entramos eu e minha avó, peço pra entrar pra ver meu filho, as enfermeiras me dizem: só um momento que está ocorrendo uma emergência..sem me dizer mais nada..
 
Sentamos e escutamos aquele barulho horrível de um aparelho disparado.
 
Piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii….
 
Olhei pra minha avó e pus a mão no peito,ai vovó que isso?
 
Ela me disse fica tranquila, não vai ser nada, confia em Deus…de repente o médico que fez meu parto veio e entrou correndo…
 
Na mesma hora ele sai e me disse que meu bebê não está bem e é grave, meus seios queimaram, cheios de leite pra dar, eu agachei a cabeça e choreii, ele disse: calma não disse que ele morreu ou que vai morrer!!
 
Ele tinha má formação ou problema no coração?!
 
Eu disse não,nada, ele não tinha nada, era perfeito, fiz 4 ultra onde via todos os órgãos, e 2 ultra normal, meu pre natal certinho….ele disse não entendo, o bebê chorou bem.seu parto foi ótimo.. 
 
E saiu..
 
Veio um senhor e pediu pra rezar. A enfermeira não deixou ele entrar…ele pedia por favor..fechou a porta na cara dele e ele continuou a rezar fora. e eu sem saber noticias.
 
Ele vem até mim e reza pra mim e comigo. Eu e minha avó pedíamos a Deus que ele fizesse o que fosse melhor..a sua vontade meu Deus.Minha mãe veio e me disse: filha o que foi te escutei gritar igual o grito do seu parto? Eu disse: Mamãe eu não Gritei, só agachei a cabeça e chorei sem barulho.minha mãe sentiu minha dor sem saber.
 
Meu filho tinha dado uma parada..o piiiiiiiiii era o aparelho…meu filho tinha ido…
 
Eu desesperada, pedindo a Deus força e que ele voltasse…mas que O Senhor fizesse a vontade dele..sai a enfermeira e me disse Ele voltou.seu filho.
 
Aii eu agradeciiaaa a Deus
 
Outra enfermeira encontrou minha mãe no corredor e disse: chama o pai, o neném é muito guerreiro, mas não vai resistir…chama o pai.
 
Enquanto isso eu entrei no neo.. e ali tava meu pequeno, inchadinho, pálido, meio roxinho, eu desespereii, mas quieta no meu canto, pedindo a vontade de Deus, fiz minhas orações e entreguei ele nas mãos de Deus.
 
E saí.
 
Já nao vii meu lindo Anjo mais. 
 
Na madrugada dia 15/07/16 ele foi morar com o Papai do céu…Obrigada Deus por me fazer Mãe…
 
Mamãe de Anjo”
 
Quando leio histórias como essa, é impossível não pensar sobre como esses anjinhos mudam, em tão pouco tempo, a vida das pessoas. 
 
Vanessa, ele ficou pouco aqui na terra, mas foi o suficiente para marcar a todos que tiveram a possibilidade de conhecerem. Até mesmo a enfermeira que afirmou que ele era um guerreiro.
 
Além disso, é notório o aprendizado que isso te trouxe. Você passou por uma das piores provações que alguém pode passar e manteve sua fé em Deus. E, ainda aprendeu a ter muito mais fé em si mesma porque agora já sabe que pode passar por um parto normal sem medo.

Você nunca esquecerá seu filho e não há porque tentar fazer isso. Sabe por que?? Pessoas especiais devem permanecer em nossos corações para sempre… e isso que o Nicolas se tornou… um anjinho muito especial que estará sempre com você…

PS: Se você deseja fazer seu relato para o blog como tentante, ex-tentante, de parto ou de mamãe de anjo, envie email. Se deseja conversar diretamente com a Vanessa, clique aqui
Share

2 thoughts on “Relato de Mamãe de Anjo – Vanessa”

  1. Muito obrigada Mila…AMO DE PAIXÃO CONTAR TODA HISTÓRIA.Sim,verdade,aprendi muito com tudo isso.Foi uma experiência Linda e Dolorosa…
    Tenho FÉ que Deus tem um propósito para essa história.Espero dar algo de força pra outras mamães de Anjos
    Isso tudo nos levará a uma gravidez mais madura e a uma maturidade maior na FÉ…
    CONFIAR EM DEUS PRIMEIRAMNETE

  2. Muito obrigada Mila…AMO DE PAIXÃO CONTAR TODA HISTÓRIA.Sim,verdade,aprendi muito com tudo isso.Foi uma experiência Linda e Dolorosa…
    Tenho FÉ que Deus tem um propósito para essa história.Espero dar algo de força pra outras mamães de Anjos
    Isso tudo nos levará a uma gravidez mais madura e a uma maturidade maior na FÉ…
    CONFIAR EM DEUS PRIMEIRAMNETE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *