Share


Vejo tentantes dizendo que merecem engravidar porque:

– fizeram todos os exames possíveis, inclusive a histerossalpingografia 
–  já se submeteram a tratamentos de diversos tipos, até mesmo FIV 
–  já sofreram demais durante todo esse processo, inclusive com efeitos colaterais de indutores 
– já estão cansadas de tanto chorar com comentários dolorosos de pessoas sem noção

Além disso, vejo muitas comparações:

– a vizinha já tem 5 filhos e engravidou
– a prima conseguiu logo que parou de tomar o AC
– a cunhada engravidou por acidente

E, com as comparações, vêm dúvidas do tipo:

Por que ela mereceu engravidar e eu não?

Agora, minha vez de questionar:

Quem disse que engravidar é algo que depende de merecimento???

Vamos refletir um pouco sobre isso?

Se formos analisar o merecimento, será que uma mulher que jogou o filho no lixo merece mais do que uma que está há anos tentando, fazendo diversos tratamentos possíveis?

Se considerarmos o critério mérito, será que uma usuária de drogas pesadas, ou até mais leves como cigarro e álcool, deve engravidar em detrimento daquelas que estão tentando de todas as formas adotar um estilo de vida mais saudável, com cuidados com a alimentação apenas para conceber?

Não, né?

Então, por que vemos isso acontecer?

Porque gravidez não é um troféu por bom comportamento!!!

Se assim fosse, não seria necessário constar no art. 5º de nossa Constituição Federal que: “L – às presidiárias serão asseguradas condições para que possam permanecer com seus filhos durante o período de amamentação”.

Ou, por acaso, você acredita que todas as presidiárias são pessoas com ótimo comportamento?

Por que estou tocando nesse assunto?
Porque é importante que toda tentante tenha em mente que gravidez não é uma medalha que você irá receber ao final de uma corrida!!!

Porque gravidez não é como passar no vestibular ou em um concurso público!!!

Sabe, acreditar que gravidez é sinônimo de merecimento só serve para piorar a autoestima…

Afinal, se adotar isso como parâmetro e a gravidez demorar a acontecer, surgirão ainda mais cobranças  como:

      – Será que não sou boa o suficiente?
      –Será que não mereço engravidar?
      –Será que não estou me esforçando o suficiente?
      –Será que não sou digna de ser mãe?

Como você pode observar, são frases que não acrescentam em nada, pelo contrário. Só servem para afundar a tentante em um sentimento de inferioridade diante das demais mulheres.

Então, por que muitas ainda acreditam que gravidez esteja relacionada com merecimento?

Talvez isso aconteça porque, desde novas, nós mulheres somos estimuladas a acreditar que temos que dar conta de tudo… que, se nos esforçamos, conseguiremos ser boas mães, esposas, amigas, profissionais…

Mas, a verdade é que não é bem por aí: as mulheres são sempre cobradas… sempre existirá alguém que criticará o jeito que você cria seu filho, por exemplo…

Por isso, a sugestão é que tenha sempre em mente que não é inferior a ninguém…

Não importa se você já é mãe ou está na fase de tentativas: não permita que ninguém te leve a acreditar que não é boa o suficiente…
Share

7 thoughts on “Eu não mereço ser mãe?”

  1. É verdade que já pensei inúmeras vezes que não sou merecedora de ser mãe pela demora que isso está levando, afinal são 8 anos. Mas hoje prefiro pensar que só não chegou a minha vez, o meu tempo.

  2. Acho q algumas coisas simplesmente não tem explicação e eh um erro tentar entender… Vejo muita gente planejando o primeiro,o segundo,o terceiro filho… Vejo muitas pessoas planejando se serão próximos ou distantes um do outro, se vão nascer no frio ou no calor e conseguindo! Conseguindo planejar e realizar, criar a família exatamente como quer.
    Enquanto outras pessoas, como eu, torcendo para q o destino as reserve a felicidade de ser mãe, apenas isso, independente da época, sexo ou estação do ano… Mesmo depois de todas as minhas amigas terem tido todos os filhos q quiseram.
    Estranho tentar entender pq algumas pessoas têm o direito de escolher, enquanto a outras só resta esperar!
    Melhor agradecer pela vida e por todas as outras bênçãos q recebemos diariamente ao invés de buscar uma explicação, pois a busca por uma resposta q não existe pode ser ainda mais dolorosa…

  3. Anônima,

    A busca que pode ser feita corresponde a possíveis causas físicas como endometriose, trombofilia, entre outras.Tem mta gente que fica anos tentando, fazendo exames, e depois de mto tempo q descobre a causa… não desista!
    Bjos

  4. As vezes tudo que a gente precisa é de um texto como esses. Depois de quase dois anos tentando, um aborto e vendo todas as pessoas possíveis e imaginárias ficando grávidas e eu não, está quase impossível não sentir aquele sentimento horrível: inveja.
    Tenho tentando a todo custo entender que cada pessoa tem sua vida, que cada um terá a sua história e que isso não é uma competição. É que dói tanto, essa espera, essa incerteza…
    Mas sei que não tem jeito, se continuar a pensar dessa forma sei que o sofrimento só irá crescer.
    Agora como aceitar tudo isso? Se alguém tiver dicas, palavras de conforto, qq coisa que faça nos sentirmos melhores, serão muito bem vindas…
    Beijos e força pra todas…

  5. FT, ler comentários como o seu faz com que td o esforço para manter o blog valha a pena! Mto obrigada!
    É difícil aceitar a espera, por isso, não se culpe por se sentir assim…força!!! vc já aguentou tanta coisa até aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *