Share

Este post é o final de uma série de 5, se você perdeu as partes anteriores, clique para parte 1, parte 2, parte 3 e parte 4

Vamos continuar?

Temos ainda terapias holísticas que podem ajudar a encarar as emoções, diminuir o stress e a ansiedade. Você já tentou o reiki?

– Nem sei o que é isso!

Reiki é um método de harmonização que usa as mãos para ajudar no equilíbrio dos chakras. O terapeuta coloca as mãos em alguns lugares do seu corpo e isso te ajuda a relaxar. Importante deixar claro que não é uma massagem, na verdade, nem é necessário que toque o seu corpo e também não tem nada a ver com religião.

Além de auxiliar no relaxamento, é considerada um ação de promoção e prevenção em saúde, inclusive, faz parte da Tabela de Procedimentos do SUS, por estimular mecanismos naturais de recuperação da saúde.

– Para quem é tentante, o reiki pode só ajudar a melhorar a ansiedade?

Não. Por ser uma terapia holística, trabalha diversos aspectos energéticos, agindo na causa dos problemas, seja no âmbito físico, emocional, mental e/ou espiritual.

Embora não tenha lido estudos científicos que tratem do assunto, eu, como terapeuta reikiana, já presenciei melhoras de dores físicas, como enxaqueca, cólicas, dores musculares, estomacais; desobstrução de trompas; alívio de dores causadas por endometriose, antes de cirurgia e durante o pós operatório; melhoria na depressão, ansiedade; redução do estresse; melhoria na qualidade de vida, etc.

O reiki é uma terapia holística que pode te ajudar, mas existem outras como a acupuntura, por exemplo. Experimente algumas para ver qual te ajuda mais. Só tome cuidado de buscar profissionais credenciados para não ser tratada por alguém que não está adequadamente capacitado. Além disso, não substitua o tratamento médico convencional, ok?

Sobre os médicos, procure sempre especialistas em quem confie para te dar a segurança necessária de que está fazendo o tratamento mais adequado ao seu caso. Se você não se sente segura, siga sua intuição. Se acha que tem algo errado com o tratamento, busque outros profissionais, investigue.

Se não sabe a causa de sua infertilidade, descarte todas as possibilidades possíveis antes de assumir que se trata de infertilidade sem causa aparente. Já fez mapeamento de endometriose? Já fez histerossalpingografia? Já fez exames hormonais? Já viu se tem Síndrome dos Ovários Policísticos? E o marido/namorado/companheiro, já fez todos os exames? Pesquise… se informe… não aceite que o único tratamento possível seja fertilização in vitro sem saber o motivo para essa indicação… isso porque é um procedimento caro, emocionalmente desgastante e não é garantia de sucesso…

Falando no aspecto emocional, eu acredito que todas as tentantes são verdadeiras guerreiras. Algumas não tem noção da sua força porque a autoestima está muito abalada, ou porque sentem vontade de chorar e acreditam que isso seja sinal de fraqueza. Mas, para mim, todas as que passam mensalmente pela ansiedade de um positivo, pela decepção com um negativo, pela pressão da sociedade e pela pressão interna, enfim, por todos os sentimentos que eu citei aqui e os que esqueci, merecem aplausos de pé porque não é fácil não. Por isso, não tenho como terminar de uma forma diferente: Parabéns por serem mulheres tão fortes, guerreiras!!!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *